FUTSAL BRASIL


Pipoca deixa o comando da seleção brasileira
 Depois de quatro anos no comando da seleção brasileira de futsal, o técnico Marcos Sorato (Pipoca) decidiu entregar o cargo. Campeão mundial em 2012 na Tailândia, o treinador resolveu afastar-se do comando por não concordar com a demissão do supervisor de seleções da Confederação Brasileira de Futebol de Salão (CBFS), Reinaldo Simões. O anúncio oficial da saída de Sorato ainda não foi feito, uma vez que a rescisão de contrato será feita no próximo dia 24. Além de Sorato e Reinaldo, também estão de saída da seleção o auxiliar-técnico Vander Iacovino e o preparador físico João Romano.
  
Fonte: globoesporte.com

Em visita a Lages recentemente, quando da posse do prefeito Elizeu Mattos, “Pipoca” que é de Criciúma evitou falar sobre o assunto, tratou de assuntos relacionados ao Programa Hipper Escola e proferiu diversas conversações com desportistas da cidade. Chegou a deixar alienado, um quadrangular com a participação do Caça e Tiro/Honolulu,Boca Júniors e outras equipes a serem convidadas.
Trocando em miúdos...
Na grande realidade, para quem entende de futsal, a de se convir, o problema do treinador é financeiro. O salário pago pela Confederação Brasileira de Futsal (CBFS) é defasado em comparação as inúmeras propostas que o treinador obtém para deixar o País. Esse desmanche em sua equipe administrativa, nada mais é que uma opção de redução de custos e, portanto, afeta o treinador também

0 comentários:

Postar um comentário