FUTSAL DO BRASIL

Ney Pereira é o novo treinador da seleção; Manoel Tobiais será o auxiliar

Ex-jogador com passagens pela seleção brasileira, Ney Pereira é o novo técnico do time canarinho. O carioca será anunciado oficialmente após a recisão de Marcos Sorato, no próximo dia 24. Ney será auxiliado por ninguém menos que Manoel Tobias. Aposentado desde 2007, o ex-craque fará o seu primeiro trabalho em uma comissão técnica. As informações são do comentarista de futsal do SporTV, Marcelo Rodrigues.

Carioca, com passagem por Vasco, Fluminense, Flamengo e América, Ney estava afastado do cenário nacional do futsal há pelo menos dois anos. O treinador, entretanto, já dirigiu as seleções brasileiras de base, tendo sido apontado como o responsável por relevar vários jogadores.Manoel Tobias, por sua vez, é empresário do ramo de calçados e também coordena uma escolinha de futsal para crianças no Ceará. Aos 41 anos, ele é considerado um dos maiores jogadores da história da modalidade.

Além de Ney e Tobias, a outra novidade da seleção é a contratação de Rudy Vieira como supervisor. Exercendo a função atualmente no Carlos Barbosa, ele substituirá Reinaldo Simões, demitido em função de uma reformulação na administração da Confederação Brasileira de Futebol de Salão (CBFS).

Apesar de ainda não estar oficialmente fora do cargo, Marcos Sorato já tem um novo projeto em vista. Em entrevista à Rádio Bradesco Esportes FM, o treinador afirmou que pode ir trabalhar no Milan, da Itália, coordenando um projeto de formação de jogadores nas categorias de base.

Fonte: globoesporte.com
site- futsal de primeira


GALERIA DO COLORADO LAGEANO

ACHEI NO FACE DO COLORADO LAGEANO  E GOSTEI, CRIATIVO....

GALERIA DE ÍDOLOS COLORADOS
NOME: Jones

POSIÇÃO: centroavante
NO INTER: 1978-1980, 1990-1992

A MARCA: “Jones, camisa nove! Ele voltou e seremos felizes outra vez, torcedor colorado!” Rubens D'Avilla, da Rádio Clube, emocionou-se ao narrar os dois gols de Jones Roberto Minosso em seu reencontro com a camisa que o revelou - e com a torcida que primeiro o amou. Jones deixou o Inter de Lages para defender o Inter de Porto Alegre. Depois, rodou o mundo: Portuguesa, Sport, Acadêmica de Coimbra e outros times valeram-se dos serviços do centroavante destemido, que se atirava entre zagueiros para marcar de cabeça, mas que também ganhava aplausos com uma mera matada de bola. Jones morreu com apenas 39 anos. Seu nome batizou um belo ginásio de esportes em Lages - e, para ao menos duas gerações de torcedores, Jones é também o outro nome que se dá à camisa 9.



Tabela de jogos

1ª Rodada - Turno


0 comentários:

Postar um comentário