INTERNACIONAL DE LAGES

Receita é mesclar juventude e experiência
O treinador do Inter de Lages, Nasareno Silva, trabalha com 24 atletas entre profissionais, juniores e pratas da casa há três semanas.Na quarta-feira (17) os treinos foram feitos na Chácara da Battistella e contou com seis atletas que chegaram na última semana. A preparação visa à Divisão de Acesso, quando o time lageano visita o Blumenau dia 3 de agosto.Esses reforços mostram bastante a cara do que o treinador quer fazer com a equipe: mesclar juventude e experiência, além de unir atletas de fora com os que já moravam em Lages. Dessa lista, o atacante Edmilson e o volante Tácio, ambos de 32 anos, estão entre os mais experientes. O Edmilson rodou por países como Sérvia, Alemanha e Guatemala e nos últimos anos defendeu principalmente equipes da região Centro-Oeste, como Vila Aurora (MT) e Paraná (DF). Ontem Edmilson fez trabalho diferenciado com o preparador físico Izazé Cugnie, pois foi apresentado nesta terça-feira.  O baiano Tácio começou a carreira no Vitória, da Bahia, jogou no Venezia, da Itália, e defendeu equipes como o Fluminense de Feira (rival do Bahia de Feira, última equipe treinada por Nasareno) e Paysandu, de Belém. Também chegou da Bahia o lateral-esquerdo Gelvane, que em 2013 foi campeão estadual do Amazonas como titular do Princesa do Solimões. Na final do amazonense, Gelvane enfrentou Alan, zagueiro do Nacional de Manaus. Agora, ambos serão companheiros na defesa do Inter de Lages. O meia Jaime,  e o volante Uilton- o último que estava disputando a Copa Nordeste-  também vieram ajudar o Inter de Lages na caminhada rumo à segundona. Eles se juntam aos atletas que já estavam em Lages: os zagueiros Erlon e Dédo, o lateral-esquerdo Gabriel Netto, o meia tio Nanas e o atacante Tiago Capeta. Com eles está também o ídolo Bin, que será inscrito como atleta na Divisão de Acesso para ser homenageado pelo clube - o que não ocorreu em 1994, quando ele encerrou a carreira.

Faltam três jogadores para fechar elenco colorado
 Nasareno Silva está satisfeito com o rendimento do grupo. Disse que tem conseguido seguir os planos que tinha em mente, embora admita que algumas contratações tenham fugido do projeto, porém teve opções que substituíram a ideia inicial. “Chamei outros jogadores que já havia avaliado”, afirma o comandante. Nasareno prefere não falar em titularidade, pois defende que é cedo e que os jogos-treinos  são importantes para isso: definir os titulares. “Todos estão brigando e têm condições de serem titulares”, diz destacando que no decorrer dos treinos alterações são feitas, mas não significa que serão permanentes. O comandante também falou que pretende fazer no mínimo três amistosos antes da estreia do Leão Colorado. E que está negociando com alguns times catarinenses. “Espero que consiga marcar algum para a próxima semana”, diz ele.


Foto: Begair Godóy

0 comentários:

Postar um comentário