ESTADUAL DE FUTSAL PRIMEIRA DIVISÃO

AD/SAUDADES PERDE EM CASA E AGORA JOGA SUAS FICHAS NO JOGO DE VOLTA

Ninho não conseguiu marcar desta vez.
Foto: Jorge Roberto
Não era o dia da AD/Saudades. A equipe saudadense recebeu neste domingo, em casa, a equipe do Mafra Futsal, para a primeira partida da decisão do turno do Estadual de Futsal da Primeira Divisão. A equipe do Mafra como visitante derrotou a equipe da casa por 5 a 1 e aumenta a vantagem de conquistar o título do turno.

Uma partida emocionante, com belos gols e show de gols perdidos.
Gols perdidos pela equipe saudadense, que perdeu de matar a partida ainda na primeira etapa com chances desperdiçadas por Ninho e Digo.
A equipe saudadense se portou bem em quadra, mas o dia não era de gols. a equipe encaixava os contra ataques, se defendia bem, mas a bola não entrava. O placar de 5 a 1 não reflete o que foi o jogo, sendo ele bem disputado, equilibrado, mas com o Mafra aproveitando as oportunidades e não desperdiçando.

Torcedor fez a sua parte, lotou.
Foto: Jorge Roberto
No final das contas, a equipe marcou apenas um gol(Raul), mas, jogou um belo futsal enfrentando de igual pra igual a equipe mafrense. Foi uma bela partida, onde infelizmente, para o time saudadense, neste domingo, nem tudo estava dando certo.
Ninho e Isma não estavam em noite inspirada. Não comprometeram a equipe, mas pelo que vinha apresentando, era as esperanças do torcedor. Parecia que nada dava certo. Aliás até dava certo, mas a bola insistia em não entrar.
O torcedor fez a sua parte, foi ao ginásio, incentivou, cantou gritou, fez a festa. Agora, a equipe saudadense terá um dura missão: Vencer duas vezes o Mafra na casa do adversário.
Com a derrota de 5 a 1, a equipe do Mafra aumentou sua vantagem para conquistar o turno.Para a partida de volta, a AD/Saudades terá que vencer o Mafra no tempo normal e também na prorrogação para ficar com o título. Já o Mafra joga por dois empates, tanto no tempo normal, como na prorrogação, para levantar o caneco e garantir uma vaga nas semifinais do Estadual.

Créditos: Jorge Roberto - DRT 006485

0 comentários:

Postar um comentário