FUTEBOL DE SANTA CATARINA É O QUE MAIS CRESCEU NO BRASIL

Visionário, Presidente da FCF crê em título na Série A

SINGLE-SERIE-A-G4
Quando ao final de 2013 Santa Catarina teve a confirmação da participação de três clubes no Campeonato Brasileiro da Série A e manteve dois clubes na Série B, qual analista futebolístico poderia afirmar que 2014 não seria o ano do auge do futebol catarinense no cenário nacional?

O ano da Copa do Mundo FIFA Brasil entra para história do futebol brasileiro não apenas pela tragédia do Mineirão, mas também pela marca da propulsão do futebol catarinense no cenário nacional.
Se cinco clubes competitivos posicionados entre as quarenta principais agremiações do país já representava uma condição expressiva, três na Série A e dois na Série B, o futuro nos reserva possibilidades ainda maiores.
Para 2015 nos fortalecemos na elite, Figueirense e Chapecoense desfrutam do sentimento de dever cumprido com a permanência na Série A. Já para o Joinville, 2014 representou nada menos que o ano mais glorioso da sua história, com a conquista do título da Série B.
O fator surpresa do ano do futebol catarinense é azul e branco. Fardado com as cores do Avaí, mais uma vez o futebol catarinense demonstrou superação e protagonizou uma conquista à Avaí, recheada de emoção, garra, sorte e imprevisibilidade!
A vitória do Avaí sobre o Vasco da Gama por 1 a 0 coroou a tarde de glórias do futebol catarinense e a combinação de resultados favoreceu as pretensões do objetivo do Leão, fazendo a Ressacada explodir em festa na confirmação das derrotas de Boa Esporte e Atlético Goianiense.
Visionário, o Presidente da Federação Catarinense de Futebol pressentia que o Avaí era o filiado em situação mais complicada, mas que também que era o Leão que poderia surpreender e fazer a diferença. Antes do desafio válido pela 35ª rodada diante do América Mineiro, na Arena Independência, um dos fundamentais para Delfim Peixoto, o Presidente da FCF fez questão incentivar o Avaí através de mensagem exclusiva publicada no site da Entidade.
Infelizmente, o Avaí perdeu para América-MG e acumulou a sexta partida sem vitória. O Presidente da FCF sabia a importância da recuperação imediata do Leão para voltar a somar pontos, conquistados na sequência, na 36ª rodada, frente à Portuguesa.“Agora fica fácil qualquer um afirmar que acreditava, eu nunca deixei de acreditar no Avaí, assim como não largo a toalha para nenhuma situação no futebol que possa ser resolvida dentro das quatro linhas. O Avaí titubeou no momento decisivo da competição, mas mesmo assim, felizmente, conquistou seu objetivo”.
Semana de fogo
A segunda semana da primeira quinzena de novembro erra derradeira para o desfecho dos catarinenses nas Séries A e B. Após a derrota do Avaí na sexta-feira(14), o Joinville entrou em campo no sábado (15) e quebrou uma invencibilidade de dois meses da Ponte Preta, retomando a liderança da competição e garantindo retorno à Série A em 2015. Ainda no sábado (15), o Criciúma era goleado em casa e, praticamente, estava rebaixado.

Com a conquista do acesso do Joinville, a incerteza quanto ao desempenho do Avaí, o rebaixamento eminente do Criciúma, Chapecoense e Figueirense entraram em campo determinados em permanecer na elite. O Verdão acabará derrotado em casa para o Vitória por 1 a 0, mas conseguiu se recuperar com a vitória histórica diante do Fluminense, no Rio de Janeiro, na 4ª feira seguinte por 4 a 1. Já o Figueirense conquistou importante ponto empatando com o Atlético Mineiro em 1 a 1 e seguiu determinado no objetivo da ficar na Série A.
Experiente, calejado com vitórias sofridas, derrotas injustas, triunfos históricos, Delfim Peixoto Filho é enfático. “No futebol, quando há convicção, não há terra arrasada por resultados isolados. O impacto de uma derrota termina com uma vitória no embate seguinte, ou, um empate no último minuto. Acredito intensamente nos nossos clubes e na imprevisibilidade desse esporte maravilhoso que é o futebol”, afirmou o dirigente máximo do futebol catarinense.
Futuro esplendoroso
Com o empenho dos clubes, a participação voluntariosa dos torcedores, o apoio da mídia e o afinco da Federação Catarinense de Futebol em zelar pelos filiados nos certames nacionais, o futebol catarinense chega a um novo apogeu em 2015. “Julgávamos vivenciar em 2014 nosso momento de maior brilhantismo no futebol brasileiro, mas nossa paixão demonstra não ter limites, colecionamos títulos e num futuro esplendoroso, Santa Catarina merece e terá um campeão brasileiro da Série A”, reiterou convicto e extremamente orgulhoso o Presidente da FCF.

0 comentários:

Postar um comentário