LAGES PODE FICAR SEM EQUIPE ADULTA NO ESTADUAL

Futsal de Lages fica na berlinda

Ao que tudo indica o município de Lages não terá representante no calendário 2015 das competições federadas do futsal adulto de Santa Catarina. Apesar do esforço do superintendente da FME, Armando Mello Jr, em convidar dirigentes interessados em solidificar um projeto, o avançar do calendário e também a atual situação política do município são os principais inimigos do feito. Ou seja, a principal dificuldade tem sido em conseguir dirigentes que não dependam tão somente do Poder Público, como também conseguir atletas de ponta no concorrido mercado da bola pesada. Em outras palavras, os melhores já estão empregados. Alguns desde ano passado.



Desta forma, por telefone conversei com o empresário Sergio Fontana, da Ki-Bola Esportes, atual vice – campeão sub 17, e ele me retratou que chegou a receber o convite para formar equipe, haja vista que parte de seu elenco estourou a idade. No entanto, acabou recusando devido a falta de planejamento. “Está muito tarde, o congresso técnico já é no próximo mês, fica difícil ingressarmos numa competição forte onde as equipes já estão praticamente formadas e treinando. Se fosse mais cedo, com certeza seríamos parceiros, porque não adianta só participar, o objetivo é conquistar títulos”, salientou, lembrado que o investimento pode não cobrir o retorno.

O empresário anunciou que mediante conversações se prontificou em manter a equipe vice-campeã a disposição do município para Joguinhos Abertos e Olesc. Sendo que para representação adulta, a equipe formada pelo desportista Zé Elias (ex- Marka Bastos), atual campeã da Copa Amures e Taça Lages seria a representante de Lages para Jogos Abertos e para a própria Copa Amures, hoje maior competição de seleções da região. “Nosso foco hoje voltado para as categorias de bases, este ano vamos formar uma equipe sub 13 e refazer o projeto a nível estadual” disse.
Feminino a solução 

Uma solução ventilada nos bastidores do futsal da Princesa da Serra em prol de representatividade adulto seria o apoio público em prol das categorias feminino, que hoje é bem servido, já que Lages desponta com o EC Internacional no adulto e com a Mecânica Brasil nas categorias inferiores. No entanto, até a presente data não se houve manifestação nem política e muito menos sócio desportiva, apenas inúmeras cogitações.

0 comentários:

Postar um comentário