Marcelinho Paraíba sonha com Inter na Série D

Atraído pela força do futebol catarinense, Marcelinho Paraíba sonha com Inter na Série D
Em entrevista exclusiva ao FutebolSC, o atacante comenta a decisão de jogar pelo Leão e fala da expectativa para a temporada
ELYSON GUMS


As primeiras impressões de Marcelinho Paraíba sobre o futebol catarinense são positivas. O atacante, recém-contratado pelo Internacional de Lages para a disputa do Estadual, avalia o certame como um dos mais acirrados do país. Em entrevista exclusiva ao FutebolSC, o atacante comenta os porque escolheu jogar pelo Leão Baio em 2015. Esta será sua primeira passagem por Santa Catarina. “É um desafio novo pra mim. O Campeonato Catarinense esse ano é um dos estaduais mais fortes do Brasil, e eu tenho uma amizade com o Cristopher (Nunes, presidente da equipe)”, afirmou o atleta. O atacante revela que recebeu propostas de outras equipes do Brasil, mas optou por defender o Inter justamente pela alta competitividade. No ano passado, a equipe subiu de divisão com o título da segundona. Agora, o objetivo é conquistar espaço no cenário nacional. Para isso, o Inter conta com o faro de gols de Marcelinho. “Quero marcar muitos gols, como sempre fiz em todos os clubes que passei. Ficar na Série A, com o grande objetivo de terminar com uma vaga na Série D”. Algumas passagens marcantes da carreira foram por São Paulo (15 gols em 40 jogos), Hertha Berlim (65 gols em 155 jogos) e Sport (41 gols em 89 jogos). Em 2009, quando defendia o Coritiba, o atleta recebeu o título de melhor jogador do Brasileirão. Mesmo com um currículo repleto de conquistas, Marcelinho diz que não se pode viver do passado. “O que vai ajudar o Inter é eu jogar futebol, como eu sempre joguei nos outros clubes em que atuei. Minhas passagens anteriores não influenciam, porque são outros campeonatos, outros companheiros. Então vou me dedicar ao máximo pra fazer o meu melhor”. Na última temporada, Marcelinho defendeu o Fortaleza. Jogando mais recuado, atuou durante a Série C como o principal armador da equipe. Nesta função, foram quatro gols marcados e titularidade absoluta. O próprio jogador afirma que a velocidade deixou de ser sua principal característica para dar lugar a um estilo mais lento, mais pensado. Para a torcida, fica o recado de quem promete brigar por grandes objetivos no Catarinense: “Muita dedicação, muita vontade de jogar. Prometo honrar essa camisa da melhor forma possível”, diz. Marcelinho não descarta a possibilidade de ficar caso o time conquiste vaga na Série D, mas prefere deixar o futuro pra depois. “Pensamos primeiro em fazer um bom estadual, depois no contrato pro segundo semestre”, finalizou. 

TEXTO: FUTEBOL SC - FOTO DIVULGAÇÃO

0 comentários:

Postar um comentário