FUTSAL - SPORTV TIRA MODALIDADE DA GRADE E GERA POLÊMICA COM TELESPECTADORES

Sem futsal não dá! Bora cancela as assinaturas, estão brincando de bicho 
Hoje mandei uma mensagem via rede social para o meu amigo Marcelo Rodrigues, comentarista de futsal da Sportv, curiosamente perguntando sobre a situação da modalidade na grade de programação do canal. O futsal da Liga Nacional nas segundas à noite, sextas e vez ou outra aos domingos sempre foram os motivos de pagar em dia minha Sky (que não é gato). Afinal, nunca quis estar vendo uma partida e o sinal cair, salvo em dias de chuva. Vou aguardar sua resposta, já que ele é sempre prestativo (estarei postando aqui) e podem ter a certeza, vou questioná-lo sobre outros assuntos.

Em baixa
Como é de conhecimento publico, o futsal brasileiro vive uma crise real de identidade e financeira, que começa na Confederação Brasileira de Futebol de Salão (CBFS) e avança os corredores dos principais clubes do País. Que só para lembrarmos, é o melhor do mundo. Os grandes patrocinadores (as marcas) geralmente estampadas em placas nas laterais de quadra, nas áreas e até mesmo ao centro da quadra sumiram. Vários times estão jogando, inclusive figurando como líderes da LNF (Liga Nacional de Futsal) com jogadores com dois a três meses de salários atrasados. O Jaraguá do Sul, por exemplo, time do lageano Jackson Alemão, é prova disso. Há pouco mais de uma semana que as despesas foram quase todas sanadas.


Visito o site da LNF e não vejo nenhum apelo, resposta ou até mesmo explicação quanto ao fato. No site da Sportv também não há nada. Só sei quem gosta do futsal hoje é obrigado apelar para outras fontes de informação para acompanhar a competição.
  
Sobre a LNF
A CBFS (Confederação Brasileira de Futsal) criou em 27 de Abril de 1996, a Liga Futsal, com o propósito de envolver clubes de todo o Brasil profissionalizando o calendário das equipes. O objetivo da Liga Futsal era estruturar e alavancar a modalidade no país. Inspirando-se no modelo norte-americano de basquete, a NBA (National Basketball Association), para participar da Liga Futsal era necessário comprar uma franquia ou associar-se a uma já existente. No início, a Liga Futsal fez algumas parcerias com as principais empresas de material esportivo do mundo, patrocinadores de renome nacional, clubes tradicionais e emissoras de televisão. O campeão de cada edição, além de receber uma premiação em dinheiro e um troféu, ganha também o direito de representar o Brasil em campeonatos internacionais.No dia 11 de Julho de 2014, o presidente da CBFS, Renan Pimentel, convocou todos os proprietários de Franquia ou Representantes devidamente Credenciados para uma Assembleia na qual foi aprovada a Fundação da Liga Nacional de Futsal (LNF), que hoje é uma entidade independente, que controla a estrutura e organiza o campeonato, um dos mais disputados do mundo. A LNF possui o apoio da CBFS para a organização da Liga Nacional de Futsal.
Falando nisso....
A Seleção Brasileira, comandada pelo treinador Serginho Schiochet, com jogadores como: Bateria, Ferrão e outros craques, vão encarar a seleção da Argentina em preparação ao mundial em nosso  estado. Serão quatro partidas em Santa Catarina.  Fraiburgo, Seara, Joaçaba e Jaraguá serão palcos do duelo Sul-Americano, que servirá de preparação para as duas seleções que disputam a próxima Copa do Mundo de Futsal, em setembro, na Colômbia.
Lages quase "abraçou" um jogo
O duelo com os argentinos ganhou contornos de grande rivalidade nos últimos anos. A evolução dos nossos "hermanos" no futsal é notória, com jogadores se destacando inclusive no futsal europeu. O ginásio Jones Minosso chegou a ser consultado sobre a viabilidade de receber uma das quatro partidas, que terão duas transmitidas pelo Sportv. No entanto, a bagatela de valores exigida pela CBFS não coube nos cofres da “mãe prefa”, que ultimamente corre de dívidas. Segundo fiquei sabendo, foram cerca de R$ 30 mil, além de toda a portaria do evento, que só para lembrar seria de casa cheia.
Lembram da semifinal da Liga Nacional
Pois é! Com ingressos sendo vendidos a R$ 30,00 cada, façam a conta, com 5 mil pessoas, sairiam de Lages com cerca de  R$ 1,5 mil. É grana para ninguém botar defeito.


Porque enquanto isso..
Estamos sem time adulto no estadual e nas bases apenas com as Leoas, graças ao empenho do Dr. Mauricio Neves de Jesus e com a rapaziada do Clube Caça e Tiro, no sub 17. Diga-se de passagem, para o berço do futsal catarinense é muito pouco. Porém, fala-se em time, lembra da prefeitura, no entanto, a coisa está feia. Todo mundo quebrado, quebrado!

    

0 comentários:

Postar um comentário