COPA FLORESTA COM BOLA ROLANDO NA ZONA NORTE

 Abertura simbólica contou a presença de atletas, dirigentes e até do pároco da comunidade, secretário Léo Mion e vereador Carlinhos Oliveira



Teve início quinta-feira (17), às 20 horas, na quadra polivalente do bairro Floresta (Zona Norte) a edição 2017 da Copa Floresta de Futsal. Um conjunto de 18 equipes se credenciou para a disputa da hegemonia da temporada. Gilson Camargo, organizador geral da iniciativa que tem o apoio da Associação de Moradores, através da popular “Zefinha”, além de empresas e membros daquele bairro, promoveu uma inovadora cerimônia de abertura, com a presença de atletas, dirigentes, comunidade e integrantes da sociedade civil e política, como o jovem secretário de esportes, Léo Mion e também o vereador Carlinhos Oliveira. 





Na oportunidade, Léo em rápido discurso, renovou seu árduo compromisso com a classe desportiva de Cascavel, reiterando que seu gabinete está de portas abertas para a comunidade e frisou que: “Iniciativas como essas precisam ser apoiadas, por isso que hoje aqui estamos, representando o Poder Público, reiterando que o esporte amador de Cascavel voltará a viver seus anos de ouro. A região Norte é um importante espaço de nossa cidade. Espero que todos possam fazer uma ótima competição e que vença o melhor. Estamos a disposição de vocês”, declarou.  
O pároco da Capela Santo Agostinho, torcedor assíduo do grêmio, inclusive praticante da modalidade naquela quadra, realizou a benção dos espaço que sofreu algumas revificações para a competição e ainda dividiu o pontapé inicial no jogo de estreia com o vereador Carlinhos Oliveira.

Na abertura da competição, o atual campeão do certame, L.A. Cordeiro, não tomou conhecimento da equipe da “casa”, Vip Norte/Bar Fortaleza,e goleou pelo marcador de 06 a 00. Já no segundo confronto da noite, o União Taruma  do popular “Gilsinho”, incentivador conhecido do esporte daquela região, num jogo bem à típico, venceu o Renevil Carretas/ Amigos do Chip, pelo placar de 06 a 05, com direito a tiro livre em favor dos derrotados nos últimos segundos de jogo e também duas bolas na trave. A disciplina da competição está a cargo dos oficiais de arbitragem, Gabriel e Adriano Meira, ambos moradores daquele bairro, juntamente com demais convidados.




 Segundo Gilson Camargo, a meta do campeonato é movimentar a classe boleira do bairro Floresta e também bairros adjacentes, haja vista que todo o valor arrecadado foi investido em premiações e também em reforma no espaço, que hoje é emprestado para as atividades da Escolinha Messias de Futsal e também para a comunidade, sempre nos horários noturnos. Durante o dia, alunos do Instituto Federal, membros da terceira idade e outros também utilizam o espaço que só para lembrar, é um dos poucos em toda a cidade, que ainda se mantém ativo e estruturado.



0 comentários:

Postar um comentário