FUTSAL CHAVE BRONZE – ADAF EMPATA EM CASA E DÁ ADEUS A CLASSIFICAÇÃO

Jogando no ginásio da Neva na tarde deste domingo (17), pela 5ª rodada da segunda fase do grupo “E” da Chave Bronze de Futsal, a ADAF empatou em 02 a 02 com o Renascença e sepultou todas as suas chances de classificação para as quartas de finais do Estadual.
Como concorreu com vários outros eventos na cidade (futebol na TV, Pesca no Lago e show da Rádio Capital) a partida que teve início ás 16 horas mesmo de portões abertos não cativou os cascavelenses. Já em quadra o primeiro período de jogo das duas equipes foi abaixo da média, terminou 00 x 00, com apenas cinco faltas anotadas e distribuição de dois amarelos.  
Na fase complementar de jogo, a ADAF teve melhor postura de quadra, por diversas vezes ofereceu perigo na meta adversária e hora esbarrou na falta de pontaria, hora no goleiro adversário, que, diga-se de passagem, pegou tudo e mais um pouco e por fim, na evidência técnica de elenco. Ou seja, futsal em quadra 20 x 40 sem pivô de ofício, passa a sobreviver de finalizações de bolas paradas ou de jogador que rabisque em direção ao adversário e até dá própria sorte. E foi o que aconteceu. 
Atuando sem um pivô de ofício, a ADAF que jogava pelo resultado por diversas vezes atuou com marcação alta e numa sobra de bolas dessas de corredor viu o adversário abrir o marcador aos 11 minutos. Aos 15min11seg saiu o segundo, já que naquela altura o goleiro Diogo atuava como fixo de linha. A jogada não entrou pelo corredor e no contra ataque veio a conclusão. Nessa altura até os mais apaixonados torcedores não acreditavam numa possível virada, já que era o adversário que continuava mais próximo de ampliar o placar. 
Mas a 2min20seg do fim Rafa em jogada individual concluiu rasteiro e venceu o goleiro. E há exatos 51seg do fim, Diego Souza empatou em jogada de segunda trave oriunda de uma triangulação após a cobrança de tiro de canto. Acreditando na virada a equipe do treinador Marquinho veio toda para cima. Ainda concluiu uma bola no travessão e por duas oportunidades quase cedeu o marcador, porém, com prevalecimento do resultado. 
Isso, graças, ao erro de um tiro livro de Renascença, nos segundos finais de jogo, onde um dos árbitros da partida (com medo de incomodar) negou “escrachadamente a expulsão de um atleta da ADAF que no intento de matar a jogada (sairiam três para o goleiro), “deu no meio” do adversário e sem bola, já que chegou pra lá de atrasado na disputa da bola.
Lanterna do grupo com 03 pontos em cinco jogos, a ADAF não tem mais chances de classificação, já que tinha que vencer o Renascença que foi a 08 pontos (segundo colocado) e não pode mais ser alcançado, aliás, nem pelo Jaclaine Futuro de Marechal Rondon, que está em terceiro lugar com 04 pontos. O líder é o Luiziana, que tem 12 pontos.
O ADAF só voltará a jogar no dia 30 de setembro, fora de casa, pela sexta e última rodada do turno contra o Jaclaine Futuro. Sendo que Renascença recebe em casa, no mesmo dia e horário (20h30min) o Luiziana. Esse será um jogo de “compadres”, já que a classificação já está definida e mesmo com vitória a equipe da casa não ultrapassa os visitantes em pontos.  

0 comentários:

Postar um comentário